sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Desenvolvimento Sustentável x Sociedade Sustentável


Às vezes ao falarmos de desenvolvimento sustentável é como se estivéssemos tratando de um conceito isolado de seu contexto, que em nosso caso, é o capitalismo. O desenvolvimento sustentável vai contra o direcionamento que o próprio capitalismo gera, de exploração desenfreada dos recursos como se os mesmos fossem todos ilimitados em prol de uma satisfação das necessidades atuais e de geração de lucro sem levar em consideração o futuro.


Já para falarmos de sociedade sustentável é necessário ampliar tal conceito, para tal é preciso deslocar o eixo do desenvolvimento para o da sustentabilidade, conforme Leonard Boff diz. Isto é, não é o desenvolvimento sustentável que acarretará numa sociedade sustentável, mas sim, o oposto, uma sociedade sustentável é aquela que superada as maiores desigualdades socioeconômicas e ambientais, busca um desenvolvimento coerente com seus ideais e práticas, de maneira a alcançar seus próprios objetivos sem diminuir a possibilidade das gerações futuras de alcançarem os seus.


Assim, é necessário quebrarmos certos paradigmas, trabalharmos num modelo novo de sociedade, baseado na cooperação e na responsabilidade socioambiental de cada indivíduo pertencente à mesma, de maneira que possamos gerar naturalmente e verdadeiramente, um desenvolvimento sustentável, pois que em uma sociedade sustentável, o desenvolvimento sustentável é o maior objetivo a ser alcançado e não um obstáculo a ser ultrapassado, eliminado ou minimizado.


Porém em meio a tudo isso, ficamos imaginando como chegar à prática de algo assim? Como experimentar tal modelo em nossas vidas? É aí que entra a importância da educação em geral e especificamente, da educação ambiental que possui as ferramentas necessárias à promoção de uma maior conscientização e posterior prática, com vistas num desenvolvimento planejado e responsável.


por Patrícia Reis.

9 comentários:

  1. Joelma Revoredo (Jo)22 de agosto de 2009 14:21

    No meu ponto vista a sociedade está desenfreadamente buscando uma mudança tecnológica em prol de sempre estar à frente de outra sociedade, isto é, cidades, estados, países e continentes na briga pelo poder em relação ao desenvolvimento tecnológico, como uma forma de facilitador para humanidade, esquecendo que a matéria prima é a natureza, e que ela precisa de um tempo para se refazer.
    O que acontece com esta sociedade é uma ambição frenética e que jamais pensa em pausar ou ate mesmo recuar momentaneamente, em função da natureza, que precisa atualmente ser reconhecida como a ferramenta mais importante para este desenvolvimento, e assim ser olhada com carinho e cuidados para que seus recursos não acabem em tempo recorde deixando o nosso futuro catastrófico, ou seja, sem sustentabilidade nenhuma para continuar a se desenvolver.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com Joelma, pois em outras palavras, o crescismento tecnológico tem ocupado a grande parte das atenções da sociedade que tem como foco o capitalismo. Como fala o texto, o desenvolvimento sustentável tem sido visto como um obstáculo e não como uma pratica
    diária que formaria uma sociedade sustentável em função de mudanças de habito e respeito a todas as espécies deste planeta.

    ResponderExcluir
  3. O blog esta lindo, e nos da uma enorme inspiração de lutar contra tudo que possa ser uma ameaça para o nosso planeta!

    ResponderExcluir
  4. Limitamos intelectualmente nossa sociedade e implantamos um modelo capitalista em nossa economia, induzindo o meio a consumir em muitas vez algo que não necessitam esgotam nossos recursos e mutilam nosso planeta de uma forma possivelmente irreversível.
    Um dia a sociedade poderá pagar esse preço, e vai ser caro!

    PAULO ROBERTO P. FERREIRA - TURMA N6

    ResponderExcluir
  5. Cada vez mais estamos consumindo algo que não necessitamos e o fato de haver sustentabilidade, não significa que o mundo estará imune das agressões que são praticadas diariamente por uma pessoa, população ou nação. Devemos ter consciência e começar a praticar as mudanças a partir de agora para que as próximas gerações não sintam as consequências causadas pelas gerações anteriores.

    Rafaela Barroca M. Soares - Turma N6

    ResponderExcluir
  6. Discordo da premissa que o capitalismo(livre mercado) gera a exploração desenfreada, como se os recursos fossem ilimitados, pois a regra n°1 do capitalismo é que os recursos são escassos e por conseguinte para a própria sustentabilidade da empresa, o empreendedor deve buscar mecanismos de poupar, renovar ou substituir os recursos.
    Porém, o papel de explorar desenfreadamente sempre foi e vem sendo desempenhado pelo Estado(independente de sistema sócio/econômico) pois o mesmo, tem o monopólio e administra de forma deletéria grande parte dos recursos.
    "Se o estado administra-se o deserto do Saara, em 5 anos faltaria areia"

    Mas concordo com o resto do artigo, principalmente no que se refere a cooperação natural e não coercitiva entre as pessoas. Esse modelo de sociedade eu só consigo vislumbrar em uma sociedade livre e que respeite a propriedade privada, e para chegarmos a essa evolução, só através da educação.

    Madson Santos - Turma N6

    ResponderExcluir
  7. Diante do crescimento tecnológico a sociedade tem perdido a sua consciência em relação o sustentabilidade, e tem seu foco voltado para o consumo, muitas vezes ate desnecessário. A sociedade em geral deve começar a rever seus conceitos, e começar a pesar nas gerações futuras.

    Marília Miranda N6

    ResponderExcluir
  8. Mediante a situação proposta estamos vivendo uma fase determinante para o futuro do nosso mundo, e não estão levando tão a serio como deve ser considerado,não se educa a sociedade para viver sustentavelmente,como podemos alcançar o desenvolvimento sustentável que precisamos,temos que agregar tecnologia e sustentabilidade para usufruirmos uma melhor qualidade de vida sem escassez de recursos e só conseguiremos através da educação o que proporcionará a sustentabilidade que realmente precisamos.


    Paulo Sóstenes N6

    ResponderExcluir
  9. Martha Gomes

    O próprio texto acima nos direciona a uma certeza convicta e euxastiva, a de que necessitamos cuidar do meio ambiente de forma sustentável. A sociedade necessita de forma urgente se concientizar e se unir de forma que gere uma grande sustentabilidade globalizada. O anceio que temos é sem sombra de dúvidas uma melhor qualidade de vida e uma vida sem risco. A camada de ozonio e meio ambiente precisa serem visto não como provedores de vida aos seres-humanos mas sim como provedores de qualidade de vida e saúde aos humanos.
    Como educar as pessoas a cuidar do nosso ambiente? Simples, Cuidadndo desta educação, desde a sua infância, e só assim, as pessoas ao crescerem não colocaram garrafas pet ns canais, não farão queimadas, não utilizaram papeis em exagerado, e nem muito menos faram desmatamentos na natureza. E aos demais adultos eu penso que o governo deveria coimbir de forma mais efetiva as ações de degradação que os mesmo estão tendo com a sustentabilidade.

    ResponderExcluir